Nota Fiscal MEI

A partir do ano de 2009, todos os trabalhadores brasileiros informais têm a opção de legalizar seu trabalho se tornando microempreendedores individuais (MEI). Com essa formalização , os trabalhadores terão diversos benefícios , como a possibilidade de emitir nota fiscal quando prestam serviços ou vendem produtos para outras empresas.

Deve-se ressaltar que o MEI (microempreendedores individuais ) pode faturar até 60 mil reais por ano, ou seja, o valor das notas fiscais emitidas não pode ultrapassar esse valor. Além disso, ele não precisa emitir notas ficais para pessoas físicas.

É

Embora pareça simples ser MEI, muitas pessoas têm dúvidas, depois de se cadastrarem, sobre o caminho correto para emissão de nota fiscal. Para sanar todas elas, elaboramos este post. Confira!

Tipos de notas fiscais do MEI

É importante conhecer todas as possibilidades disponíveis para o MEI com relação à emissão de notas ficais, somente assim que ele poderá analisar qual caso é melhor para seu negócio. Além disso, vale ressaltar que, com o movimento das Secretarias das Fazendas na direção de eliminar notas de papel, tais modalidades de notas estão em desuso e pode ser que em seu estado nem esteja disponível.

O microempreendedor individual deve atentar: caso ele emita NF-e, pode precisar de um certificado digital. Mas por que “pode” precisar? A real necessidade irá depender do tipo de nota emitida para outra pessoa jurídica – lembrando que está dispensado quando negocia com pessoa física. Conheça mais sobre eles e veja qual se encaixa na sua realidade:

3. Nota Fiscal eletrônica (NFe)

Veja como fazer a consulta de NFe por chave de acesso, através da Sefaz:
1. Consulta de NFe através do portal Sefaz de São Paulo;
2. Consulta de NFe através do portal Sefaz de Minas Gerais;
3. Consulta de NFe através do portal Sefaz de Paraná;
4. Consulta de NFe através do portal Sefaz de Rio Grande do Sul.

Tipos de Certificado que podem ser usados por uma MEI :

4. Nota Fiscal de Venda a Consumidor

Nesta categoria o MEI terá em mãos um bloco de NFs que poderão ser emitidas manualmente. Para obtê-lo, contudo, é preciso pedir uma autorização para Secretaria da Fazenda para depois solicitar a impressão em uma gráfica.

Depois de esclarecer os meios que o MEI pode optar para emissão de NF, fica mais fácil compreender como ele pode efetivamente tirar uma nota fiscal. Acompanhe!

Read More
admin junho 4, 2020 0 Comments

Link-se Americana inova com variedade em certificados digitais e atendimento ao cliente

Visando solucionar as necessidades e atender as expectativas dos seus clientes, a empresa Link-se Americana vem facilitando os meios de emissão do certificado digital, além da variedade de formatos.

Pelo site ou através da visita de um representante, a Link-se Americana garante a emissão dos seguintes tipos de certificado digitais:

E-CPF: Sua função é identificar pessoas físicas em meio eletrônicos, através de chaves criptografadas. Os dados de acesso podem ser protegidos com senha criada pelo portador durante a emissão do certificado.

E-CNPJ: Já o E-CNPJ identifica pessoas jurídicas em meio eletrônico com um par de chaves criptográficas. Também é necessário criar uma senha de acesso durante sua emissão.

NF-E: O NF-E pode ser emitido por funcionário ou procurador, pois não possui vínculo com a Receita federal, entretanto, seu uso se restringe para emissão de notas fiscais eletrônicas e sistemas que não exijam certificados cadeia RFB.
Todos podem ser emitidos nos formatos de arquivo digital, cartão, token ou em nuvem link-id com validade que varia de 1 a 3 anos, de acordo com a preferência do cliente.

O certificado digital além de substituir a assinatura presencial, também facilita a troca de informações na internet de forma segura e sem riscos de fraudes.

Quais as diferenças entre os formatos dos certificados digitais da Link-se Americana?


Além é claro, do valor, podemos destacar outras diferenças entre os formatos de certificados digitais disponíveis na Link-se Americana.
Vale destacar, que todos garantem a mesma segurança e eficácia durante as transações eletrônicas.

Arquivo digital: Nesta opção o certificado digital será instalado no computador do usuário. A principal vantagem é o valor mais acessível, já a desvantagem é que caso o computador pegue um vírus, seu uso pode ficar comprometido.
Cartão: Já o cartão gera e armazena as chaves criptográficas que compõe os Certificados Digitais, inclusive, acompanha leitora. Neste caso, mesmo que um computador pegue vírus ou seja hackeado, as chaves estarão seguras.
Token: O token é um dispositivo semelhante ao cartão, entretanto, sua diferença é que para o acesso ao certificado não é necessário utilizar uma leitora, como no caso anterior. Ele pode ser conectado ao computador diretamente e mesmo que este sofra algum problema com vírus ou hacker, seus dados ainda estarão protegidos.
Nuvem link-d: A diferença deste formato é no arquivo do certificado digital, que ao invés do computador é armazenado diretamente na Nuvem. Isso traz a possibilidade do acesso em qualquer dispositivo, garantindo maior mobilidade nas transações.

Agora que você já conhece os tipos de certificados e diferenças de formatos, garanta o seu com a Link-Se Americana.

A empresa além de oferecer os serviços virtualmente pelo site, também vai até você por meio do atendimento delivery.

Read More
admin maio 17, 2020 0 Comments
Atendimento online
Olá, precisa de ajuda ?
Olá, podemos ajudar ?
Optimized with PageSpeed Ninja